O Homem que Sabia Javanês – Resenha

O Homem que Sabia Javanês é um conto clássico do brilhante autor brasileiro Lima Barreto. Mesmo suspeito a discorrer sobre o autor, sendo um fã, pensei em trazer uma breve resenha colocando questões para pensarmos.

De antemão, não posso deixar de evidenciar a riqueza cultural de valor inestimável contidas nas obras de Lima Barreto. É intrigante como sua escrita é tão atual, mesmo sendo sua primeira edição datada no ano 1911.

De capacidade intelectual refinada, o autor traz um realismo fascinante em suas refinadas descrições, nos levando a experimentar suas histórias como se estivéssemos lá.

Assim como também, não se poupou de ser um crítico perspicaz à sociedade e aos poderes vigentes de sua época.

Dessa forma, em O Homem que Sabia Javanês,  Lima Barreto nos apresenta um personagem rendoso chamado Castelo.

Precisando de emprego, Castelo encontrou no jornal uma oferta para tradutor do idioma javanês, sem ao menos nunca ter conhecido essa língua. Correu atrás e conseguiu assumir essa vaga oferecida pelo Barão de Jacuecanga.

Castelo foi aos poucos dando seus jeitos, de acordo com que necessitava. Com um dicionário na mão e a sorte na outra, mesmo sem saber nada, fez um percurso que o levou a fama, viagens internacionais, chegando ao mérito de atuar na diplomacia do país.

Afinal, a vida é cheia de nuances, e no contexto atual da nossa sociedade, anos e anos depois desse conto, ainda podemos ver muitos Castelo’s por aí.

Me questiono e coloco em questão aos que, como eu, são curiosos:

Existe diferença entre consumir informação e educação?

São termos que têm o mesmo significado para você?

Isso é importante?

Castelo foi um grande consumidor!

Experto, foi o homem que sabia javanês. Pelo menos para os que não sabiam.

Definitivamente, para quem gosta de contos aliado a uma escrita afiada, o clássico O Homem que Sabia Javanês é imperdível.

Obrigado Lima Barreto.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.